5 benefícios gerados para empresa por programas de incentivo

  • Post Author:
  • Post Category:Blog
5 benefícios gerados para empresa por programas de incentivo

Os gestores em geral já estão a par de que investir em programas de incentivo traz muitas vantagens para os colaboradores. Afinal, a equipe ganha uma meta, motivação e certamente sai recompensada pelo bom desempenho.

E não é só o time que tem ganhos nessa história. A empresa, investidores e parceiros de negócios encontram diversos retornos positivos quando a corporação adota os programas de incentivo. Uma pesquisa realizada pela Associação de Marketing Promocional (AMPRO) revelou que 33% delas relatam ter aumentado o número de vendas, 22% uma melhoria na imagem da marca e 19% crescimento na sua rentabilidade.

E essa é apenas uma mostra dos benefícios. Quer entender melhor tudo aquilo que esses investimentos podem trazer? Confira nosso post e saiba mais!

O que são os programas de incentivo na empresa?

Os programas de incentivo na empresa são políticas para encorajar os parceiros de negócios ou a equipe interna, impulsionando o aumento da produtividade e a melhoria do desempenho. A organização pode escolher várias estratégias para gerar esse efeito.

Uma é o estímulo por meio de premiações em dinheiro e bonificações. A outra forma é o investimento em experiências personalizadas, como viagens, períodos maiores de férias, licenças-maternidade ou paternidade estendidas, por exemplo. O foco da primeira estratégia é financeiro. Já na segunda modalidade, há uma atenção maior na geração de valor e na positividade de uma experiência.

Quais são as vantagens dos programas de incentivo?

Oferecer incentivos na organização só tem a acrescentar para o seu negócio. Confira alguns dos benefícios dessa prática a seguir!

1. Melhoria da lucratividade

É comum que os gestores pensem que incentivos sejam gastos e excessos na receita da empresa. Mas, na realidade, o que acontece é bem diferente. Programas para estímulo e encorajamento são investimentos. Eles geram qualidade de vida e motivação para toda a equipe.

O clima organizacional fica mais agradável e os colaboradores satisfeitos. Com isso, o time desenvolve relacionamentos positivos entre si, com os clientes e com os parceiros de negócios.

Todos esses fatores trazem melhores desempenhos e aumentam as vendas e a produção na organização. Lucratividade é uma consequência de todo esse processo.

2. Aumento da produtividade nas tarefas rotineiras

É um fato: quando o colaborador tem motivação ele é mais produtivo em qualquer tarefa. Seu incentivo para alcançar resultados e melhorar o seu desempenho geram ações mais acertadas e mais eficiência na tomada de decisões. E manter esse nível de motivação alto não é apenas uma missão pessoal, mas também das empresas.

Os programas de incentivo dão às atividades rotineiras um novo tom e um propósito maior. Isso porque o time percebe que com pequenos passos ele pode alcançar experiências valiosas. Algo que beneficia muito sua organização, já que a qualidade nos pequenos processos desencadeia bons desempenhos em maiores dimensões.

3. Desenvolvimento de uma boa imagem para a empresa

Investir em programas de incentivo é muito benéfico para a imagem da corporação, porque demonstra que ela tem preocupação com seus colaboradores e sabe como recompensar seus esforços. Os parceiros percebem que a marca investe em qualidade de vida e experiências positivas.

Assim, a organização demonstra dinamismo e humanização, ficando com uma imagem favorável no mercado. Isso é positivo para atrair fornecedores, clientes e colegas de negócios — além de ser um fator que aproxima os melhores profissionais para se candidatarem para as vagas da organização.

4. Amadurecimento

Uma das grandes vantagens das atividades de encorajamento é o ganho de experiência. Pense no exemplo das viagens de incentivo: elas permitem um intercâmbio cultural e vivências únicas. Em muitos casos, o colaborador ainda tem a chance de aumentar o seu networking e ter “insights” que podem ser aplicados no seu trabalho. É um aprendizado que fica para sempre.

Essas experiências são oportunidades também para o amadurecimento e para construir relações de trabalho mais leves, mais saudáveis. Assim os parceiros de negócios têm a possibilidade de lidar com uma equipe sinérgica, otimista e motivada.

5. Retenção de talentos

Um índice de rotatividade elevado sempre é temido pelos gestores, porque gera custos elevados para a empresa com novas contratações e treinamentos, e uma perda de expertise e conhecimento que empregados já possuem sobre os processos e funcionamento da organização.

Além disso, se os parceiros de negócios e os clientes percebem uma rotatividade alta, podem ficar desconfiados da sua organização. Afinal, o que poderia levar a tantas desistências no time? Será que a empresa possui ética e responsabilidade social com os seus profissionais? Nesse ponto, as políticas de encorajamento são importantes para manter a boa imagem da empresa.

Reter talentos é uma missão que toda corporação deve ter no seu DNA. Se ela oferece recompensas gratificantes e experiências únicas, certamente a equipe vai querer desenvolver uma carreira na organização e progredir, não é mesmo?

Os programas de incentivo são um investimento muito vantajoso para a organização, pois trazem mais qualidade, produtividade e estimulam o desenvolvimento de um clima organizacional positivo. Essas políticas também demonstram uma preocupação da corporação com o time e trazem uma imagem positiva para o negócio.

Como elaborar programas de incentivo de sucesso para a sua empresa?

Depois de entender as vantagens que os programas de incentivo podem trazer para a sua empresa, chegou a hora de criar estratégias que se adequem ao perfil da sua equipe e necessidades. Elaborar essas estratégias exige cuidado e a participação dos seus colaboradores no seu planejamento. Quer fazer isso com sucesso? Confira o nosso passo a passo:

1. Trace objetivos

O primeiro passo antes de estabelecer programas de incentivo na sua equipe é estabelecer quais são os seus objetivos ao oferecê-los ao time. Dentre os principais motivos usados pelas empresas estão: aumentar a motivação dos colaboradores individualmente e em time, criar incentivos à potencialização do desempenho, elevar a produtividade e consequentemente os lucros da empresa. Com esses objetivos em mãos será mais fácil listar quais as melhores premiações diante das necessidades da empresa e da sua equipe.

2. Estabeleça metas de desempenho claras

A proposta de um plano de bonificação é motivar colaboradores a alcançarem determinadas metas estabelecidas pela empresa e encontrarem um propósito com o seu trabalho. Mas é importante que essas metas sejam claras e factíveis.

Em termos claros, a equipe deve ter na ponta da língua a resposta sobre o que ela deve fazer. Assim, o programa deve ser simples e direto. Por exemplo: “se o número de vendas ultrapassar os 5% esse mês, você vai receber uma bonificação de mil reais”.

Elas também precisam ser possíveis de alcançar. Um colaborador não pode ser forçado a alcançar objetivos que estão fora da sua realidade — intelectual, de tempo ou de recursos oferecidos pela empresa — em troca de uma viagem ou de uma bonificação. Ele precisa se sentir capaz de concretizar algo e se engajar no que está fazendo.

3. Trabalhe com prazos

Estabeleça regras e prazos na criação de estratégias de incentivo e bonificação na sua empresa, especialmente se a equipe está concorrendo entre si para ganhar uma premiação. Se tratando do prazo, ele não pode ser muito curto, já que os profissionais precisam de tempo para alcançar seus objetivos, e nem muito longo, ou pode gerar cansaço e frustração.

No caso de uma viagem de incentivo é claro que a preparação e o planejamento exigirão tempo, por isso é melhor deixá-las como recompensa para metas em longo prazo. Mas para outros tipos de objetivos, o ideal é estabelecer prazo mais gerenciáveis, com média de 2 a 3 meses.

4. Inclua a equipe em todo o processo

Dentre as principais premiações dos programas de incentivo estão as recompensas financeiras, os prêmios físicos (como eletrodomésticos e eletrônicos), as viagens (nacionais ou internacionais), dentre tantos outros.

Para escolher qual delas será melhor para a sua equipe é preciso entender os seus hábitos, preferências e necessidades. Um funcionário que tenha filhos pequenos, por exemplo, pode achar uma jornada de trabalho flexível mais interessante do que uma viagem.

Só tenha cuidado para não tirar conclusões baseadas em suas percepções ou propor ações que causem problemas trabalhistas. Converse diretamente com a sua equipe para entender o que pode ser melhorado na empresa e o que facilitaria o trabalho dela. E em casos de dúvidas, consulte o setor judiciário da organização. Esta precaução lhe ajudará a evitar problemas futuros.

5. Promova ações de endomarketing

Ações de endomarketing são aquelas promovidas pelas empresas com o intuito de aumentar o bem-estar e a retenção de talentos. Marcas como o Google, por exemplo, oferecem treinamentos, espaços para descanso, refeitórios com comida gratuita, academias e outras estratégias para beneficiar os seus profissionais.

Uma das principais estratégias do endomarketing é não incentivar apenas a compensação dos resultados, mas também das novas ideias, da participação e do esforço.

Nestes casos, uma ideia é oferecer uma bonificação menor para os colaboradores, mas ainda assim significativa. Dentre elas estão os cartões de descontos em estabelecimentos, atividades pontuais na empresa (como massagens e treinamento físico) ou prêmios como eletrodomésticos e eletrônicos.

É uma estratégia mais arriscada, que exige observação e confiança da gestão na sua equipe. Mas quando bem utilizada ela estimula o envolvimento de todos os colaboradores e cria uma cultura de inovação na empresa. Em vez de focar apenas em resultados em curto prazo, há um incentivo à geração de ideias que podem aumentar os lucros bem mais significativamente no futuro.

6. Evite as falsas promessas

Os planos de incentivo devem ser utilizados, sobretudo, para promover mudanças de comportamento dentro da empresa. Eles são apenas o pontapé inicial para que a equipe trabalhe com satisfação e se torne mais produtiva em longo prazo.

Para que esse objetivo seja alcançado, a empresa precisa ter o compromisso de cumprir aquilo que foi prometido. Prometer bonificações ou viagens de incentivo quando não há recursos financeiros para esse investimento pode ser um balde de água fria na equipe. Os colaboradores podem se sentir traídos e ainda mais desmotivados com a falta de consideração da empresa.

Por essa razão, só prometa aquilo que, com certeza, será capaz de cumprir. Ao implementar programas de incentivo, defina prazos específicos, informe à equipe sob possíveis mudanças e nunca volte atrás com a sua palavra!

E então, gostou de saber quais são os benefícios de investir em programas de incentivo? Entre em contato com a nossa empresa e encontre as melhores estratégias para aumentar a motivação e a produtividade no seu empreendimento!

políticas-de-viagens-de-incentivobanner

Este post tem um comentário

Comentários encerrados.