A importância da Inteligência Competitiva para a sua empresa

  • Post Author:
  • Post Category:Blog
A importância da Inteligência Competitiva para a sua empresa

O filósofo chinês Sun Tzu escreveu ainda no século I a.C. sua obra mais famosa — A Arte da Guerra —, um tratado militar mostrando panoramas e estratégias que deveriam ser seguidos em um ambiente de combate.

Entre tantas diretrizes, um trecho foi imortalizado e, apesar do tempo e do objetivo bélico, tem até hoje alto valor, sobretudo no ambiente empresarial.

Ao falar sobre a necessidade de ter consciência do ambiente, o estrategista ensina que “se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha, sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.”

Pura consciência de negócios, não? Pura Inteligência Competitiva! E é sobre isso que falaremos a partir de agora! Continue a leitura e descubra mais.

Inteligência Competitiva: sabedoria empresarial em prol do domínio de mercado

No mundo corporativo moderno, marcado pela hiper concorrência, pela formação de um novo perfil de consumidor — mais exigente, menos fiel às marcas e com maior amplitude de opções —, bem como por um cenário de extrema pressão por redução de custos e aumento crescente da margem de lucro, aprofundar as políticas de benchmarking e compreender o papel de sua empresa no ambiente competitivo é fundamental no alcance do sucesso.

Em plena Era da Conectividade, todos têm acesso aos dados de mercado. O que diferencia as organizações estagnadas das vencedoras é a capacidade de transformar esses dados em informações gerenciais e, em seguida, informações em sabedoria corporativa.

Essa escala de consciência de mercado dá às empresas a possibilidade de ter uma visão holística sobre seus consumidores, os pontos fortes e fraquezas dos rivais, além dos gaps de eficiência que a organização deve preencher para alcançar a excelência. Saiba antes para ter mais tempo de corrigir ou encantar seus clientes.

Big Data como instrumento de predição e análise comparativa

Qual é a política de incentivos adotada pelos concorrentes em relação aos seus colaboradores? Como seus rivais se aproximam de seus parceiros de negócios? Quais ações de alto impacto são feitas para encantar seus clientes? As práticas de sua empresa estão alinhadas com o que é realizado no segmento?

Essas respostas, bem como questionamentos sobre precificação, nível de satisfação dos consumidores, tendências de mudanças e possíveis melhorias em produtos ou serviços (estes últimos, verificados por meio de ferramentas de Social Big Data) podem ser alcançadas com muito mais velocidade com uma cultura de análise de dados.

Grupo Pão de Açúcar, por exemplo, rastreia seus antigos clientes, mapeando eletronicamente quais eram seus produtos preferidos adquiridos online. Essa Inteligência de Negócios é a base para o lançamento de promoções personalizadas, visando trazer de volta quem rompeu relacionamento com a empresa.

A Sky, líder em TV por assinatura no Brasil, criou recentemente o Sky Tips, por meio do qual os clientes, ao se logarem no site da empresa, visualizam dicas de filmes, séries e desenhos, alinhadas com suas preferências, previamente estudadas automaticamente por meio de um sistema de Big Data.

Existem ainda empresas do setor de eletroeletrônicos, como a LG e a Samsung, que utilizam a coleta, agregação e tratamento de dados da concorrência para enxergar falhas e aproveitar as lacunas deixadas pelos rivais.

Conhecimento é poder quando se trata de Inteligência Competitiva

Um levantamento recente da Época Negócios mostrou que as 500 maiores empresas dos EUA possuem um departamento específico para monitorar a concorrência (na maioria das vezes, o nome do setor se refere à “Inteligência Competitiva”).

No Brasil, a situação é bem diferente. Cerca de 20% apenas das 500 maiores empresas do País conta com uma área ou com profissional destinado a fazer o acompanhamento, monitoramento e apresentação de relatórios de Inteligência Competitiva.

A Inteligência Competitiva é um programa sistemático de coleta, agregação e análise de dados não apenas sobre a concorrência, mas também sobre os clientes, fornecedores e índices macroeconômicos.

Seu objetivo é entender como os rivais lidam com o negócio, quais são as percepções e necessidades dos clientes e o que deve ser melhorado na empresa. É importante ressaltar que a Inteligência Competitiva é utilizada, inclusive, na compreensão de como motivar equipes de vendas no alcance de metas ambiciosas.

A Inteligência Competitiva é algo que as empresas não devem deixar de lado. Contar, inclusive, com um departamento ou mesmo com um profissional especializado na área é importantíssimo para manter a saúde do negócio. Gostou do post? Então curta nossa página no Facebook e continue por dentro das novidades do universo corporativo.