Se você é gestor ou empreendedor, precisa liderar equipes e não conhece o Super Bowl, a final da principal liga de futebol americano e o maior evento de dia único do mundo, está perdendo uma ferramenta importante para motivar seus parceiros de negócios e, consequentemente, conquistar melhores indicadores de vendas, serviços e fidelização de clientes.

Se você ficou interessado em inspirar e engajar o seu time de negócios, continue lendo este artigo e descubra as lições do Super Bowl que podem influenciar positivamente a sua equipe.

O Super Bowl LII aconteceu em fevereiro de 2018. Em campo, estavam o Philadelphia Eagles, do Nick Foles, MVP (Most Valuable Player) da Super Bowl, e o New England Patriots, do badalado quarterback Tom Brady. Mais importante do que o resultado do jogo (os Eagles venceram) são as lições do evento que podemos aplicar ao mundo dos negócios.

1. Promova experiências

A publicidade já adotou essa máxima há alguns anos. As propagandas não exibem o valor ou as propriedades do produto ou serviço, elas envolvem o público nas experiências que podem ser proporcionadas ao consumi-lo.

Partindo dessa perspectiva, podemos perceber que o Super Bowl não é apenas um jogo de futebol americano, ele é um dos maiores eventos esportivos do mundo, por isso muitas pessoas têm o desejo de ver as partidas que custam em média US$ 5.400, acompanhar o show do intervalo, que é o mais concorrido entre as estrelas do pop mundial, além de aproveitar de todas as atrações que envolvem o lugar.

2. Invista no live marketing

O jogo é um exemplo prático de live marketing (marketing vivo, em tempo real), ou seja, um conjunto de ações que visam proporcionar uma experiência sensorial às pessoas, promovendo um impacto positivo e criando conexões entre a marca e o consumidor final.

O live marketing é “a atividade de comunicação em que se incluem todas as ações, campanhas ou eventos que proporcionem experiência de marca e interação para, de forma estratégica, sejam atingidos os resultados e soluções de comunicação para marcas produtos e serviços”, segundo a Associação de Marketing Promocional (AMPRO).

A NFL Experience – que ocorre durante o Super Bowl – é uma espécie de parque de diversões onde o público, tanto adultos quanto crianças, podem se sentir dentro do campo, por meio de ações, atividades e jogos que promovem a sensação de ser um quarterback ou chutar um field goal.

3. Mantenha sua equipe confiante

Entrar em campo após dois vice-campeonatos (1981 e 2005), contra uma equipe cinco vezes campeã, como o Patriots, poderia ter intimidado o treinador do Philadelphia Eagles, Doug Pederson, no entanto, ele disse na ocasião que a equipe precisou manter um jogo agressivo, além de sustentar a confiança e a tranquilidade. Estes foram os elementos que trouxeram a primeira vitória deles no Super Bowl, por 41 a 33. Portanto, trace sua meta e seja agressivo até conquistá-la, pois confiar no potencial da sua equipe é essencial para o sucesso!

4. Planeje e execute com excelência

O intervalo do Super Bowl é tão esperado quanto o próprio jogo, além de ser um espaço super disputado entre as estrelas do pop mundial, no entanto, o show deve ser executado em até 20 minutos, contando a montagem, o espetáculo e a desmontagem! Para quem está acostumado a fazer shows de até 1 h, este é um grande desafio. Por isso planejamento é essencial para ter uma execução perfeita para conquistar o público em pouco tempo e abrir espaço para o jogo novamente.

Planeje muito bem as etapas de execução do seu projeto, para que a execução seja plena e seu cliente fique satisfeito e encantado.

5. Preste atenção antes de mudar de plano

Meses antes de competir no Super Bowl, Nick Foles pensou em abandonar o futebol para ser um sacerdote cristão. O jovem quarterback, de apenas 27 anos de idade, mudou de ideia após uma conversa com seu cunhado durante uma pescaria e decidiu aceitar um contrato de 7 milhões de dólares com os Kansas City Chiefs.

Algum tempo depois, já no Philadelphia Eagles, Foles precisou ocupar o lugar do titular que tinha se lesionado, depois de algumas temporadas de fracasso, Foles fez dois grandes jogos, o que foi o suficiente para ser considerado o melhor jogador da NFL, ganhar seu primeiro título nacional, o prêmio de melhor Jogador da Partida e tornar-se a grande sensação do futebol americano, desbancando Tom Brady.

6. Fique atento ao timing

Tente sentir o melhor momento para lançar a sua campanha de incentivo para seus parceiros, avalie a sazonalidade dos negócios e como anda o conhecimento do seu público-alvo sobre a inovação proposta, todos precisam estar preparados para que a ação seja desenvolvida em sua potência máxima.

Se a campanha não der certo, é preciso avaliar o cenário, verificar as métricas e tentar descobrir o que deu errado para tentar acertar das próximas vezes. Para isso, também escute o seu time, eles podem dar contribuições importantes para desenvolver melhor a campanha e saber o momento certo de executá-la.

 

Enfim, essas são apenas sete das lições do Super Bowl para aplicar no mundo dos negócios, vamos aguardar a próxima edição que acontecerá em fevereiro de 2019, em Atlanta, no Mercedez Benz Stadium, para ver como esse grande evento pode trazer ainda mais insights para a gestão de equipes bem-sucedidas.

A importância de promover experiências, espírito de competição, motivação e resiliência presente nos esportes, podem inspirar os gestores a buscar estratégias que tragam resultados eficazes, uma boa alternativa é promover um programa de incentivo entre os parceiros de negócio, para superar as metas da empresa e ainda motivar a equipe com premiações que possam agregar valor para o profissional, um exemplo disso são as viagens de incentivo que promovem experiências únicas e direcionadas para os objetivos da empresa.