Empresas que buscam os melhores resultados prezam por colaboradores e fornecedores com bom desempenho profissional, bem como amplo conhecimento teórico e prático. É por isso que devem ficar atentos aos millennials.

Nascidos nas décadas de 1980 e 1990 — quando, para ter um telefone, muitos alugavam linhas —, hoje fazem transações bancárias no celular. O mundo evoluiu de maneira rápida e até assustadora em um intervalo de 30 anos, e isso se reflete na personalidade dessas pessoas e no seu posicionamento perante o mercado de trabalho.

Manter esses profissionais engajados é desafiador. Para que você fique por dentro de todas as características desses indivíduos e descubra como promover as melhores campanhas de incentivo para eles, continue a leitura deste post!

Quem são os millennials?

Os millennials são a Geração Y — ou, em tradução livre, a Geração do Milênio. Essas pessoas nasceram e cresceram em meio a avanços tecnológicos significativos, em que a interação social se dá no ambiente virtual: hoje representado pelas redes sociais diretamente na tela dos smartphones.

Quando crianças, eles já tinham acesso a equipamentos que seus pais só tiveram quando adultos. No decorrer dos anos, acompanharam a transição desses aparelhos: a TV de tubo virou um dispositivo inteligente, o computador de mesa foi para as mãos em forma de tablet e outros equipamentos de trabalho e entretenimento comuns no dia a dia ganharam novas formas.

Ter crescido nesse ambiente fez essa geração se tornar ambiciosa, exigente e antenada. Por isso, sempre buscam inovações e soluções que promovam uma vida pessoal e profissional mais confortável.

Por que a empresa deve conhecer esse perfil?

Se a empresa se relaciona com colaboradores ou parceiros de negócios dessa geração, esse é o primeiro motivo para conhecer esse perfil. A Geração Y tem comportamento diferente da X e isso pode causar conflitos no ambiente de trabalho. Por isso, a empresa deve saber equilibrar essa relação. Conheça algumas características dos millennials:

  • conectados;
  • altamente informados, pois se interessam por novos conhecimentos;
  • trocam de emprego com facilidade em busca de melhores oportunidades;
  • valorizam o reconhecimento, o feedback e o crescimento na empresa;
  • procuram trabalhar no que lhes traz satisfação pessoal;
  • não dispensam novas tecnologias;
  • preocupam-se com o meio ambiente;
  • têm habilidade para executar mais de uma tarefa ao mesmo tempo;
  • são autônomos e ambiciosos, mas valorizam o trabalho em conjunto.

Ao contrário dos pais, que se aposentavam nas empresas em que conquistaram o primeiro emprego, os millennials não têm esse apego. Uma organização que deseja atrair e reter os maiores talentos e busca pelos melhores parceiros disponíveis no mercado de trabalho, precisa estar ciente dessas particularidades.

Atualmente, os integrantes da Geração Y são quem ocupa as vagas oferecidas ou são donos do próprio negócio. Cada vez mais ligada em novidades e sempre em busca do sucesso profissional, não pensam duas vezes antes de procurar empregos satisfatórios.

A competitividade não está somente nas diferentes marcas que o cliente pode escolher, ela existe também nas atividades relacionadas ao departamento de recursos humanos (RH) e nas relações comerciais com fornecedores. Uma companhia que atua de modo arcaico, e tem políticas engessadas e conservadoras certamente vai perder.

Quais são os principais desafios do engajamento?

Lidar com essa geração é um desafio. Se, por um lado, a organização precisa do potencial dos millennials, das suas características e do seu conhecimento, por outro, deve promover uma relação estável entre as gerações X, Y e Z, sem ter de modificar totalmente seu perfil para que isso aconteça.

Os millennials modificam o mercado de trabalho pois procuram por líderes no lugar de chefes. Querem superiores parceiros em vez de cultivar uma relação em que um lado dá as ordens e o outro as obedece. Esse comportamento pode criar alguns atritos, pois há chance de ser interpretado como arrogância e ferir o ego dos colegas.

O ambiente de trabalho e a flexibilidade também estão conectados com seu engajamento. Esses profissionais dominam os aspectos sobre si mesmos: sabem exatamente em quais horários têm capacidade superior de produção, o que resulta na busca por empresas que proporcionam uma carga horária flexível.

Formalidades como roupas sociais e cenários rígidos e restritivos não agradam a essa geração. Conciliar as demandas desses perfis com as dos demais temperamentos existentes na empesa, além de manter todos engajados e motivados, exige uma equipe tão antenada quanto os millennials podem ser.

Como adequar os programas de incentivo aos millennials?

As organizações que buscam adequar suas atividades para atrair e reter cada vez mais millennials, bem como aproveitar o potencial dessa geração, podem fazer isso por meio de programas de incentivo. O fato de eles gostarem de compartilhar e se preocuparem com o meio ambiente deve ser aproveitado para motivar e obter engajamento.

Quando a equipe faz um bom trabalho, nada mais justo do que ser recompensada por isso. As viagens de incentivo são uma oportunidade perfeita para reunir tudo o que a empresa e os parceiros procuram. A Top Service oferece os seguintes produtos:

  • viagens internacionais para grandes feiras corporativas, que unem a busca de novos conhecimentos com a experiência no exterior;
  • jogos da NFL, da Copa do Mundo, corridas de Fórmula 1 e outros eventos desportivos com o objetivo de estreitar as relações com fornecedores e trazer motivação para a equipe;
  • curso oferecido pela Disney, em Orlando;
  • curso de culinária entre líderes e subordinados, na Itália;
  • contato com o meio ambiente sem sair do país, como o safári pelas Cataratas do Iguaçu, a subida ao Monte Roraima, o mergulho em Bonito e outros.

Além disso, a companhia pode investir em:

  • premiações que envolvam a família;
  • emendas de feriados prolongados;
  • grandes eventos anuais, como a comemoração de fim de ano e a festa junina corporativa.

Todas essas ações agradam colaboradores e parceiros, atendem às demandas dos millennials, chamam a atenção daqueles que procuram uma companhia adequada a seus desejos para trabalhar, promovem o reconhecimento e, consequentemente, obtém o engajamento dos indivíduos de forma geral.

Empresas que buscam ter uma equipe antenada, engajada, com experiência prática e teórica devem ficar atentas aos millennials. Essas pessoas certamente têm muito para acrescentar positivamente aos resultados da organização.

Que tal se aprofundar em marketing de incentivo? Faça o download do Guia de Campanhas de Marketing de Incentivo, aprenda a conduzir uma ação e aproveite os resultados de uma equipe bem motivada!

 

políticas-de-viagens-de-incentivobanner