Motivação é o que guia as mudanças comportamentais na sua empresa, como a adoção de novas posturas, comprometimento, produtividade e fidelidade por parte dos colaboradores. Em suma, é o combustível de que você precisa para ter melhores resultados em sua organização.

Como todo bom resultado é precedido por uma série de ações que começa com um bom planejamento, para que você tenha estratégias de motivação efetivas e sustentáveis, você precisa de um processo de melhoria contínua formalizado e de fácil entendimento para todos os envolvidos. Em outras palavras, você precisa do ciclo PDCA.

Acompanhe o texto de hoje e saiba como utilizá-lo na sua empresa:

O que é ciclo PDCA

É uma ferramenta de gestão da qualidade que permite manter ações de melhoria contínua dentro da empresa. Ele se fundamenta em 4 pilares — planejar (plan); fazer (do); checar (check); agir (act) — e é aplicado para melhorar processos e a gestão da empresa, sempre com foco em otimização de recursos e maximização de resultados. Na sequência, vamos apresentar mais uma opção para o uso do ciclo PDCA: melhoria contínua das suas estratégias de motivação.

Planejar (Plan)

A fase de planejamento do ciclo PDCA serve para que você defina seus objetivos e crie metas a serem atingidas. Por exemplo, você pode desenvolver um programa de pontos, em que cada meta atingida pelo colaborador se transforma em X pontos. Ao acumular uma quantidade determinada, o colaborador ganha um prêmio, como uma viagem de incentivo.

Essas e outras ideias podem surgir na fase de planejamento, sempre pensando em como motivar o colaborador a atingir os resultados que a empresa espera e depois recompensá-lo pelo êxito obtido. Não se esqueça de fazer o levantamento do orçamento necessário para colocar as ideias em prática; caso contrário, você pode planejar algo não factível do ponto de vista financeiro.

Fazer (Do)

O 2º momento do ciclo PDCA para alavancar a motivação na sua empresa é colocar essas práticas em ação. Implemente as ações planejadas, envolva os colaboradores com a ajuda da comunicação interna e faça com que eles vejam os benefícios de se envolverem verdadeiramente com a empresa.

Checar (Check)

Depois de implementadas as ações de incentivo, você deve averiguar se as pessoas realmente aderiram à sua proposta ou não. Isso implica criar mecanismos de monitoramento, indicadores de desempenho para cada estratégia em curso e acompanhá-los com frequência para que você entenda como está se desenvolvendo, se há engajamento, se não há, os motivos que levam as pessoas a participarem ou não.

Agir (Act)

Depois de levantados todos os dados a respeito das suas campanhas de incentivo, você deverá analisar o processo e identificar pontos de melhoria. Por exemplo, se nem todos os colaboradores aderiram ao seu programa, investigue os motivos e crie novas formas de envolvimento, para que todos participem. Se o programa foi um sucesso, pode ser o momento de pensar em uma outra estratégia para aumentar ainda mais o envolvimento das pessoas.

Melhorar continuamente suas estratégias de motivação pode se tornar bem mais fácil aplicando o ciclo PDCA, não acha? E você, como vem criando e acompanhando suas ações de incentivo na empresa? Conte pra gente!