Como calcular o ROI de ações de gestão de pessoas

  • Post Author:
  • Post Category:Blog
Como calcular o ROI de ações de gestão de pessoas
como-calcular-o-roi-de-acoes-de-gestao-de-pessoas

Muitos empresários usam o ROI para calcular o retorno de seus investimentos e, assim, decidir pela sua viabilidade ou não. Uma das vantagens do ROI é que é possível calculá-lo por setor, produto, serviço ou estratégia, ampliando suas possibilidades de análise.

Veja a seguir como calcular o ROI na gestão de pessoas e faça isso em sua empresa!

O conceito de ROI: para entender melhor

O ROI é uma métrica cuja finalidade é calcular o desempenho financeiro de uma aplicação feita pela empresa. Resumindo, ele fornece informações valiosas sobre lucro ou prejuízo. Sua fórmula original, utilizada para finanças é:

ROI = (receita – investimento)/investimento.

Para valores percentuais, basta multiplicar o resultado dessa divisão por 100.

A relação entre ROI e RH

O ROI também pode ser usado no setor de recursos humanos (RH), de modo a mensurar os benefícios de um investimento feito, por exemplo, no intuito de treinar os funcionários.

A primeira inovação é que o gestor vai considerar o capital aplicado em treinamentos e atualizações não mais como simples despesas, mas como investimentos — a empresa terá um retorno sobre ele.

Caso o gestor invista R$ 1.500,00 em treinamento para seus parceiros e, após esse treinamento, a equipe mostre-se capaz de trabalhar com mais habilidades e gerar mais lucro para o negócio, provavelmente o gestor terá realizado um bom investimento.

O objetivo de qualquer investimento é, afinal de contas, oferecer boa rentabilidade para o investidor, aumentando os seus ganhos.

É importante estreitar as relações entre ROI e RH, de modo a aproximar mais o setor de recursos humanos e o setor financeiro. Essa aproximação permite que as informações de ambos os setores sejam avaliadas simultaneamente e possam ser tomadas decisões baseadas nessa análise integrada.

Muitos dados associados a demissões, contratações e rotatividade mostram números que, apesar de influírem decisivamente nas finanças de uma empresa, nem sempre são analisados como deveriam.

Custos com rotatividade alta influem bastante nos gastos da empresa. Da mesma forma, políticas de desenvolvimento e de retenção de talentos ajudam a reduzir custos.

Assim, o ROI pode ser uma boa ferramenta para responder a essas questões, aliar o departamento de recursos humanos ao setor financeiro e otimizar aspectos econômicos da empresa, indicando caminhos a seguir, ou seja, os melhores investimentos, como a realização de programas para treinamentos, avaliação de competências, retenção de talentos e outras medidas.

O cálculo do ROI na gestão de pessoas

A gestão de pessoas eficiente consiste em manter uma visão atualizada dos processos que envolvem o RH, deixando de lado a burocracia e otimizando o relacionamento humano .

Neste sentido, vale a pena que o RH conte com sistemas automatizados para efetuar as operações mais repetitivas e burocráticas, podendo dedicar mais tempo ao planejamento estratégico, com foco especialmente nos parceiros.

Outro ponto importante a considerar em uma gestão eficiente de pessoas é a preocupação com os resultados — a partir deles, o RH deve tomar ou modificar suas decisões. Assim, o setor de RH desenvolverá papel fundamental dentro da empresa: será um gerador de valor.

Já que a gestão de pessoas gera valor, os investimentos em recrutamento, o treinamento, a liderança, o aperfeiçoamento da cultura organizacional também permitirão um ROI vantajoso.

Baseando-se no pressuposto de que o RH é um gerador de valor, será possível calcular o ROI com mais precisão, visando sempre os melhores resultados.

Suponhamos que você gastou (ou melhor, investiu) R$ 2.000,00 em um treinamento para seus funcionários e até para outros gestores da empresa. No fim de um mês, esse treinamento proporcionou o retorno de R$ 8.000,00 e reduziu os custos mensais o equivalente a R$ 3.000,00.

Isso significa que houve aumento na receita de R$ 11.000,00. Substituindo na fórmula, tem-se:

ROI = 11.000 – 2.000/2.000

ROI = 4,5

Calculando a taxa percentual:

4,5 x 100 = 450%

Levando em conta que um retorno sobre o investimento já pode ser considerado muito bom, esse valor pode representar um valioso retorno. Seria como se você investisse em uma aplicação do mercado financeiro o valor de R$ 100,00 e tivesse um ganho, ao fim do mês, de R$ 450,00!

De qualquer modo, para avaliar a importância deste número, é necessário definir um parâmetro de desempenho a partir da sua análise de mercado, identificando um valor aceitável para o seu negócio.

Cuidar das pessoas aumenta o ROI

A missão principal de qualquer departamento de recursos humanos é cuidar do pessoal e ajudar que ele conquiste resultados positivos. Para ter sucesso nessa missão, compete ao RH tomar ações que sejam mais preventivas que reativas.

Por exemplo, as empresas precisam se preocupar com a saúde dos parceiros antes que se desenvolvam as doenças, pois elas certamente implicarão queda na produtividade, faltas e despesas extras para a empresa.

A verdade é que o parceiro estimulado tende a produzir mais e evita faltar ao trabalho.

A empresa deve, portanto, cuidar para que três ações principais sejam tomadas: desenvolvimento dos parceiros e de programas de retenção; preocupação com a saúde integral deles (mental e física) e mensuração do nível de produtividade de cada um.

Sendo um setor estratégico, o RH deve investir no desenvolvimento de programas contínuos de avaliação de desempenho para apresentar os resultados dos treinamentos.

Por exemplo: um parceiro leva um tempo aproximado de uma hora e meia por semana para realizar uma atividade. Depois de passar por um treinamento, esse tempo é reduzido para 30 minutos. Este treinamento representa um ganho de produtividade de uma hora semanal ou quatro horas mensais.

É dessa maneira que o RH deve mostrar os resultados de seus investimentos. Sempre que não for possível calcular o ROI em números precisos, é possível comparar resultados relativos — avaliando as diferenças, o retorno sobre o investimento ficará bem evidente.

A gestão eficiente de RH permite inovar, aumentar a produtividade e oferecer, na maioria das vezes, ROI positivo.

A importância do ROI para a gestão de pessoas

Por meio do ROI, é viável explicar os custos voltados para o desenvolvimento das habilidades humanas. Para implantar o ROI em sua empresa, é necessário definir metodologias de mensuração que possam ser aplicadas em todos os setores. Medir não somente os benefícios diretos, mas também os indiretos proporcionados pelo investimento.

No exemplo anterior, o benefício direto foi o valor de R$ 8.000,00 a mais na receita do mês. Um benefício indireto foi a economia de R$ 3.000 nas despesas, que também otimiza o fluxo de caixa. Ainda é possível avaliar o quanto de economia de tempo se ganhou com a aplicação do treinamento. Existem muitas maneiras de avaliar as vantagens de determinado investimento a partir do ROI.

Lembre-se de que, quanto mais bem treinados e estimulados os seus funcionários estiverem, maiores serão as chances de atingir as metas propostas no planejamento. Com o ROI, é possível relacionar o investimento em gestão do pessoal com o alcance das metas.

Vantagens em calcular o ROI na gestão de pessoas

Entre os benefícios de calcular o ROI no RH pode trazer à empresa estão:

  • análise mais precisa do custo-benefício de um investimento (contribui para diminuir custos e potencializar os resultados do pessoal);
  • quantificação das diferenças entre o desempenho dos parceiros antes e após serem adotadas as medidas planejadas;
  • aumento da produtividade;
  • operações mais descentralizadas (os parceiros têm mais autonomia);
  • a gestão executiva pode dedicar mais tempo a monitorar a concorrência, analisar o mercado e procurar inovações;
  • foco no desenvolvimento de planos mais estratégicos, que poderão não gerar retorno imediato, mas ainda assim terão potencial relevante para o crescimento corporativo.

Já sabe agora como calcular o ROI na gestão de pessoas? Aproveite para assinar a nossa newsletter e ficar recebendo dicas e informações sobre o mundo dos negócios!