Conheça Sochi, a cidade-casa da seleção brasileira na Copa 2018

  • Post Author:
  • Post Category:Blog
Conheça Sochi, a cidade-casa da seleção brasileira na Copa 2018

Carnaval chegou ao fim e os brasileiros já estão focados em outra folia. Dessa vez, com muita torcida. É a Copa Mundial de Futebolfinalmente dando ar das graças.

O evento grandioso, que acontece em junho deste ano, será sediado na Rússia, de acordo com o desejo da Fifa em contar com uma grande potência longe das Américas como palco.

A Rússia é uma país que, apesar da gestão conservadora, exibe muitas belezas em suas tradições, costumes e, principalmente, cidades. E é sobre uma delas que falaremos hoje: Socchi, o QG da seleção brasileira durante a Copa.

O balneário com aproximadamente 350 mil habitantes fica à beira do Mar Negro e tem mais de 140 quilômetros de litoral, que pode ser aproveitado pelos turistas com tranquilidade durante a Copa, já que será verão e a temperatura ficará em 26 e 32 graus.

Além disso, Sochi também tem uma relação com o esporte, pois sediou campeonatos de Fórmula 1 e alguns jogos das Olimpíadas de Inverno em 2014, quando ficou mundialmente reconhecida.

O que podemos ver em Sochi?

Localizada entre o Mar Negro e as montanhas de Cáucaso, a cidade tem em sua paisagem um espetáculo à parte para deixar qualquer turista encantado, desmistificando a ideia de uma Rússia sisuda que muitos têm em mente.

A natureza faz sua parte, mas a arquitetura não deixa por menos. A “Riviera da Rússia”, como a cidade também é conhecida, mantém a originalidade, contudo, o que chama a atenção de fato são as obras modernas, algumas feitas, inclusive, para sediar as Olimpíadas em Inverno, em 2014.

Na parte do litoral, você encontrará o Bolshoy Ice Dome e a Shayba Arena, que receberam as competições de hóquei; a Adler Arena, para patinação de velocidade e o Iceberg Palace, para patinação artística.

Nessa área da cidade também está o Estádio Olímpico Fisht, que será um dos palcos das partidas do Mundial. O espaço, que tem 40 mil lugares, foi projetado para que os visitantes pudessem ter tanto a vista das montanhas, quanto a das águas do Mar Negro.

Próximo à área montanhosa, há outros centros esportivos, sendo a estação de Rosa Khutor (para esqui alpino, freestyle e o snowboarding) um dos principais legados turísticos deixados pelas Olimpíadas de Inverno.

E o quem tem para fazer na cidade?

As fotos nos principais pontos turísticos da cidade já estão garantidas, mas a Sochi ainda tem muito mais para oferecer.

Durante o verão, período da Copa, uma das opções mais procuradas pelos turistas provavelmente será o Parque Nacional, onde as grandes atrações são as cachoeiras. A maior delas é a de Orekhovsky, com 27,5 metros de altura.

Outro passeio muito conhecido pela cidade é do Khostinsky Tisosamshitovaya Grove, onde dá para fazer trilhas, caminhadas ecológicas e visitas guiadas pela floresta antiga.

Mas, na verdade, não são os passeios diurnos que chamam atenção. A vida noturna da cidade é uma das melhores de toda a Rússia.

Sochi foge do conservadorismo russo e é cheia da badalação de bares, restaurantes e boates. A cidade até chegou a ser comparada com o Rio de Janeiro, seja pela beleza natural, seja pela infraestrutura e opções de diversão à noite.

Isso pode até preocupar alguns torcedores da seleção. Afinal, os jogadores precisam de descanso e tranquilidade, não de badalação, não é mesmo?

Contudo, podemos ficar sossegados, pois o time brasileiro ficará em um resort um pouco afastado, onde haverá total conforto e luxo.

Além disso, os jogadores poderão ver amigos e familiares de vez em quando, já que, pela primeira vez, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) autorizou que essas pessoas ficassem no mesmo hotel que os jogadores, como aconteceu com a Holanda e Alemanha, finalistas na última Copa, durante o mundial brasileiro.

Qual a situação política por lá?

Você pode ter achado estranhado a intensidade da vida noturna de Sochi, mas isso é porque a cidade tem maior liberdade em relação às outras.

Essa fama nasceu na época da União Soviética, quando o balneário se tornou o refúgio de muitos russos para as aventuras de verão, já que ficava longe do Kremlin.

Além disso, Sochi sempre foi consideravelmente aceitável com a comunidade LGBT, algo que têm diminuído com o governo de Putin, mas que, ainda assim, apresenta melhor tolerância do que outras cidades russas.

Outro fator importante é a localização. Sochi fica na região de Krasnodar, onde há certa tensão político-social, entretanto, os conflitos que afetam diretamente a população acontecem, na verdade, ao redor da cidade, principalmente nas regiões da Chechênia e Daguestão, que sofrem com terrorismo e diversos movimentos separatistas.

Ainda por perto estão Armênia, Irã, Iraque, Síria, Turquia e Mosul, cidade que provocou guerras entre o Estado Islâmico e o governo iraquiano.

Esse contexto, obviamente, preocupa muitos brasileiros e, inclusive a CBF, contudo, Sochi ainda apresenta uma das melhores hospitalidades da Rússia e tem bem a cara de cidade que os brasileiros gostam.

Fora isso, espera-se nada menos que um trabalho intenso das autoridades de segurança para garantir o bem-estar de turistas de qualquer país que deve visitar a cidade em junho.

Por que é sede da seleção brasileira?

Sochi estava “prometida” para ser sede da Áustria na Copa, mas a eliminação do país jogos europeus deu a chance que o Brasil queria para se estabelecer na cidade durante o mundial.

Na verdade, o olhar da comissão técnica já estava sobre Sochi desde a Copa das Confederações. Apesar de toda infraestrutura, passeios, badalação e liberdade que a cidade oferece, o que deve ter conquistado a seleção brasileira mesmo é o resort onde ficarão. O local é diversas piscinas, spas de massagens terapêuticas, quadras de tênis etc.

Outro fator importante para a escolha pode ter sido o clima, já que a cidade, no verão, tem uma temperatura amena, nada a ver com o resto gelado da Rússia.

E você, o que achou de Sochi, o grande balneário que será a casa da seleção brasileira em junho?

Se quiser saber mais sobre esse local encantador e outros destinos e curiosidades sobre o país que sediará a Copa Mundial de Futebolneste ano, siga-nos no Facebook e acompanhe essas novidades.

Este post tem um comentário

Comentários encerrados.