Marketing 3.0: um olhar diferente sob as viagens de incentivo

  • Post Author:
  • Post Category:Blog
Marketing 3.0: um olhar diferente sob as viagens de incentivo
marketing-30-um-olhar-diferente-sob-as-viagens-de-incentivo

Ao estudar o Marketing, você deve ter se deparado com inúmeras vertentes desta prática direcionada às necessidades do cliente. Agora, com as facilidades da tecnologia, o funcionamento do mercado está sendo moldado para uma participação cada vez maior das pessoas nos diversos aspectos sociais, como a política e economia. É esta movimentação que caracteriza o Marketing 3.0, uma evolução da fase anterior na qual se pregava a oferta de produtos para a satisfação das necessidades básicas do cliente.

Nesta nova era do marketing, os produtos e serviços deixam de ser apenas funcionais para terem uma carga emocional. Mas, como essa nova perspectiva pode melhorar seus programas de incentivo para colaboradores? É isso que abordaremos neste post. Aproveite para expandir sua percepção e otimizar, por exemplo, os resultados que as viagens de incentivo trazem para sua empresa.

O Marketing 3.0 e a centralização no cliente

Para início de conversa, precisamos esclarecer que cliente não é a mesma coisa que consumidor. O cliente, além de ser aquele que consome algo oferecido pela sua empresa, é caracterizado pelo aspecto humano.

E, exatamente por ser um conjunto de estratégias centradas no ser humano, o Marketing 3.0 permite que você potencialize os resultados de suas ações focadas no seu cliente interno. Mas, para isso, é de suma importância que você entenda os aspectos humanos de seus colaboradores.

Por exemplo, a experiência de um colaborador ateu em uma viagem à Europa com a peregrinação pelo Caminho de Santiago de Compostela inclusa no pacote poderá não ser tão boa quanto a de um religioso cristão.

Portanto, não basta apenas premiar com viagens e atrações turísticas. É preciso envolver o público através de atrações personalizadas que proporcionarão experiências maximizadas.

A importância de conhecer os colaboradores

Apesar de muitas empresas não considerarem manter um banco de dados referente aos seus colaboradores, esta é uma prática estratégica que pode te ajudar a surpreender a sua equipe.

Muitas vezes, com informações básicas, a sua empresa pode premiar os profissionais com pacotes mais baratos e que serão mais significativos devido às experiências proporcionadas.

Para isso, inicie o processo de conhecimento de seus colaboradores logo na contratação, quando eles estão mais abertos a compartilhar informações pessoais.

E no decorrer do relacionamento da empresa com seus colaboradores, faça enquetes para entender o desejo deles e inclua estas informações em dossiês que te dirão o que eles gostam de fazer e as viagens que realizaram. Mas, lembre-se: estas informações devem ser mantidas em sigilo, com segurança equivalente aos segredos financeiros de sua empresa.

A simplicidade de gerar experiências únicas

Algumas empresas no mercado dão suporte integral na elaboração de pacotes de viagens de incentivo. Apesar de “suporte integral” e personalização sugerirem altos custos, isso não corresponde à realidade.

A sua empresa pode definir que a premiação será uma viagem nacional no valor de até dez mil reais, por exemplo. Com base nisso e nas informações que você tiver sobre o perfil de seus profissionais ou do colaborador vencedor, a agência responsável fará a adequação do roteiro de forma que ele viva momentos inesquecíveis.

Assim, seu colaborador voltará da viagem disseminando as boas experiências e motivando os demais profissionais a se empenharem ainda mais, tendo em vista a premiação.

A noção do Marketing 3.0 aplicada às suas viagens de incentivo é ou não uma forma de otimizar a experiência de seus colaboradores e maximizar os resultados de seus programas de benefícios? Deixe seu comentário e nos diga o que você achou desta ideia!